PRINCIPAIS CUIDADOS QUE DEVEMOS TER COM UMA PISCINA DE VINIL:

A área ao redor da piscina pode trazer várias sujeiras e detritos para dentro dela, desta forma é ideal que seja sempre mantida limpa. Sua limpeza deve ser feita com materiais adequados para que não leve contaminação para dentro da piscina. Nunca deve ser usado palhas de aço para a limpeza dos pisos ao redor da piscina, pois seus resíduos podem ir para dentro da piscina e oxidar pela ação do cloro e desta forma manchar o revestimento. É desejável a instalação de uma ducha ou mesmo um lava pés para que o banhista antes de entrar na piscina possa retirar qualquer sujeira. Em locais com jardins e árvores é muito importante sua correta manutenção para evitar que folhas em excesso e galhos de árvores caiam na piscina. As folhas podem alterar muito o pH da água e os galhos podem danificar o revestimento.

O uso da piscina é para todos, mas devemos evitar o excesso de óleos bronzeadores, protetores solares e outros tipos de cremes. Esses produtos possuem bastante óleos e pigmentos em sua formulação que irão se depositar na superfície da água e também nas bordas da piscina. A impregnação destas substâncias nas bordas, pode trazer danos como manchas permanentes, desbotamento e ressecamento do revestimento vinílico. Muitos fabricantes de produtos químicos para piscinas produzem produtos específicos para a limpeza das bordas, eles poderão ser utilizados sem problemas, desde que seguidas as orientações do fabricante do produto.

A limpeza da borda da piscina deve ser feita sempre com esponjas macias e nunca com esponjas com materiais abrasivos (esponja verde e amarela), elas poderão riscar o revestimento de vinil. Essa limpeza deve ser feita com frequência, pois a sujeira que se deposita na borda pode impregnar definitivamente nos poros do vinil e não sair mais.

O uso de cloradores flutuantes que utilizam pastilhas de cloro (tricloro) podem causar danos
irreparáveis no revestimento vinílico. Desta forma, seu uso é proibido.

Nunca se deve cobrir a piscina com capa, seja de proteção ou térmica, logo após o tratamento químico. A alta concentração dos produtos químicos pode trazer danos ao revestimento vinílico.

A piscina nunca deve ser esvaziada, mesmo que a água estiver muito suja. Atualmente, existem vários produtos químicos que podem recuperar a água da piscina sem a necessidade
de esvaziamento. O revestimento vinílico pode apresentar danos irreparáveis se a piscina for
esvaziada.

Todos os produtos e acessórios de limpeza utilizados na piscina, devem ser indicados para o uso em piscinas de vinil, para que não ocorra nenhum dano ao revestimento vinílico.

Objetos com pontas podem causar danos ao revestimento. Mantenha-os longe da piscina.

 

TRATAMENTO QUÍMICO

A conservação do revestimento vinílico está diretamente relacionada com o tratamento químico da água da piscina, aquecimento e também ao uso adequado da piscina.

A água da piscina precisa ser tratada de forma adequada para que possa garantir a segurança
sanitária, para não promover a proliferação de micro-organismos que podem causar doenças aos
banhistas. Outro ponto importante no tratamento da água da piscina é o equilíbrio químico, para
garantir a eficiência dos desinfetantes e a não deterioração dos equipamentos da piscina.

Desta forma segue abaixo os parâmetros ideais:

pH: este é o parâmetro mais importante para o tratamento da piscina, uma vez que é ele que dará
condições para que os produtos químicos tenham mais eficiência.

Faixa Ideal do pH: 7,2 a 7,6.

AT: a alcalinidade total é a soma das concentrações dos diversos sais alcalinos dissolvidos na
água e confere estabilidade ao pH, por isso águas com baixa alcalinidade têm seu pH facilmente
alterado até pelas águas da chuva (geralmente ácidas) e águas com alta alcalinidade têm pH difícil
de ser baixado.

A alcalinidade total recomendada para águas de piscinas varia conforme o tipo de cloro utilizado
na desinfecção, desta forma:

Cloros Estabilizados (Dicloro e Tricloro):
Faixa ideal da AT: 100 a 120 ppm.

Cloros Granulados (Hipoclorito de Cálcio):
Faixa ideal de AT: 80 a 100 ppm.

DC: Dureza cálcica é a medida do conteúdo de sais de cálcio dissolvidos na água. Quando fora da
faixa ideal podem provocar turbidez da água, incrustações calcárias nos aquecedores, diminuição
da eficiência da desinfecção, corrosões de argamassa e demais metais.

Faixa Ideal de DC: 200 a 400 ppm.

Cloro: o cloro utilizado na desinfecção da água da piscina pode ser de vários tipos, devido esta
variedade é importante que seja feita a leitura atentamente do rótulo do produto para seguir a
dosagem correta.

Faixa Ideal de Cloro Livre Residual: 1,0 a 2,0 ppm.

Cuide bem do seu patrimônio e sempre conte com profissionais e empresas capacitadas para ajudá-lo nessa tarefa!

Texto e Imagem: Alliance Piscinas.

Para maiores informações/ instruções no local contate-nos:

Loja Limeira:

Av. Campinas, 1312, Vila Independência / (19) 3444-0002

Loja Piracicaba:

Av. Piracicamirim, 2680, Bairro Piracicamirim  / (19) 3377-9009

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *